O que é Universidade Corporativa?

By EAD
Imagem de uma pessoa digitando no teclado de um computador utilizando uma Universidade Corporativa.

Gestor, sua empresa conta com recursos limitados para investir na capacitação do quadro de funcionários? Se a sua resposta foi positiva para essa questão, saiba que você precisa conhecer o modelo educacional denominado Universidade Corporativa.

Trata-se de uma tendência que está ganhando força aqui no Brasil. O diferencial desse modelo consiste no fato de que não é preciso uma grande estrutura ou um investimento alto para fazer a diferença no treinamento e na capacitação dos colaboradores.

Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe o texto na íntegra e descubra como esse modelo pode contribuir para que sua empresa tenha uma equipe incrível.

O que é uma universidade corporativa

O aumento da competitividade, o surgimento de novas tecnologias e o novo perfil do mercado consumidor exigem das empresas um contínuo processo de desenvolvimento e atualização das suas estratégias de mercado.

Nesse cenário, as universidades corporativas ganham importância crescente como um meio para o desenvolvimento do quadro de colaboradores e, consequentemente, colocando as empresas, que apostam nessa solução, em vantagem competitiva.

O modelo consiste em práticas educacionais que implementam a aquisição de conhecimentos, o desenvolvimento de habilidades e o alinhamento dos procedimentos operacionais. Isso qualifica o grupo para atender com excelência os objetivos da empresa.

Essa forma de transmissão de conhecimento surge como resposta a falta de conexão entre a formação educacional formal e as reais necessidades e desafios que se apresentam no contexto laboral.

De modo mais específico, podemos defini-la como uma instituição de ensino que desenvolve suas atividades dentro de uma empresa. São cursos que, em regra, tem duração curta e, como integram as atividades profissionais dos colaboradores, costumam ser realizados no horário de trabalho e tem um viés mais prático do que teórico.

Logo, gestores têm apostado em um modelo educacional interno que atenda as demandas do mercado no qual a empresa atua. Trata-se da elaboração de um calendário de cursos, treinamentos, workshops que são oferecidos a todos os envolvidos nas atividades fim da empresa. Isto e, a capacitação é voltada também aos fornecedores e colaboradores terceirizados.

Importância de criar um modelo corporativo de ensino

Destacamos até este momento o conceito de universidade corporativa. Agora, vamos abordar a importância de criar um modelo de desenvolvimento educacional que atenda as necessidades da empresa.

Como discorremos no tópico anterior, há um certo afastamento entre o modelo educacional formal e a real necessidade dentro do mercado de trabalho. Esse fenômeno fez com que se buscasse suprir essa lacuna e preparar os colaboradores para enfrentar demandas do mundo real.

A criação de um modelo específico de ensino além de qualificar a mão de obra, permite que as decisões e as ações tomadas pela equipe estejam alinhadas com a missão, visão e com os valores da empresa. Acompanhe, ainda, outros benefícios desse modelo:

  • colaboradores mais motivados;
  • melhora o entrosamento entre os membros das equipes (social learning);
  • facilita a comunicacao;
  • maior participação dos colaboradores nas decisões da empresa;
  • redução da taxa de rotatividade de funcionários.

Uma vez que abordamos o conceito e a importância de se desenvolver um programa de treinamento e desenvolvimento, cabe, de modo complementar, trabalharmos as formas disponíveis de implementar essa iniciativa. Para tal, acompanhe a leitura do próximo tópico.

Como implantar esse modelo de ensino na sua empresa

A primeira universidade corporativa que se tem conhecimento foi implantada no ano de 1920 pela General Motors. A iniciativa tinha como objetivo a capacitação dos operários que atuavam na ndústria automobilística.

Durante décadas, a universidade contribuiu para transformar a general motors em uma líder mundial. Em 1981, a General Motors Institute transformou-se em uma escola independente. Ao contrário daquela época, hoje temos um modelo que visa o desenvolvimento pessoal e profissional dos colaboradores.

No ano de 1990, diante da necessidade qualificar a mão de obra e manter a competitividade,o modelo passou a ser implementado no Brasil. O grupo Accor foi pioneiro a implantar tal iniciativa, porém, especialistas destacam que as iniciativas carecem de um processo de amadurecimento para que sejam consolidadas.

O processo de implantação do modelo de universidade corporativa pode ser bastante simples, desde que sejam observadas algumas ações que nortearão alguns dos processos decisórios a serem adotados durante a implementação do modelo presencial. Veja quais são:

  • verifique o espaço e os equipamentos necessários;
  • escolha quais recursos humanos serão utilizados;
  • faca um orcamento pormenorizado
  • eleja a origem dos aportes financeiros para custeio das atividades
  • elabore um calendário e considere os horários mais oportunos para a realização das aulas.

Como você pode observar, o modelo presencial pode ser um pouquinho trabalhoso e requer consideráveis recursos financeiros. Diante disso, o modelo de universidade corporativa utilizando plataformas de educação a distância  (EAD) pode ser uma opção mais simples, eficiente e vantajosa.

Nesse caso, é muito importante que você faça uma pesquisa de mercado para verificar quais são as plataformas EAD que se coadunam com as necessidades da sua empresa. Ainda, cabe destacar que se recomenda a realização de um teste com a plataforma para que se possa verificar todos os recursos disponíveis.

Conheça alguns cases de sucesso

As universidades corporativas tem por escopo a oferecer treinamentos dos colaboradores de acordo com as necessidades das empresas. Isso permite que os colaboradores entreguem produtos e serviços alinhados às expectativas dos consumidores.

Nesse cenário, conheça algumas empresas brasileiras que têm apostado e obtido resultados importantes com esse modelo revolucionário de educação:

  • Petrobras que fundou em meados da década de 70 a Universidade Corporativa da Petrobras;
  • AmBev, que implantou em 1995 a Universidade Corporativa AmBev;
  • Banco do Brasil, que implementou em 2002 a Universidade Corporativa do Banco do Brasil;
  • Caixa Economica Federal, que implantou em 2017 a Universidade Corporativa da Caixa Econômica Federal;
  • Sebrae, que implantou em 2008 a universidade corporativa do Sebrae.

Assim sendo, destacamos algumas informações para que você possa avaliar se o conceito de universidade corporativa pode ser implementado na sua empresa. Esse modelo pode ser uma fonte importante para capacitar e engajar seus colaboradores.

Pensando em ingressar no grupo de empresas brasileiras que apostam no modelo de universidade corporativa? Aproveite para testar gratuitamente os recursos de nossa plataforma por 15 dias.

Join the discussion 2 Comments

Leave a Reply