11 maneiras de validar sua ideia para um curso online

Você já tem uma ótima ideia para o seu curso online mas está em dúvida se existe realmente um mercado para ele? Essa é uma questão que todos que estão criando seus cursos enfrentam: será que vai vender?

O processo de validação também tem o objetivo de poupar tempo, esforço e principalmente dinheiro ao produzir um curso online. Para que investir tanto tempo e dinheiro num curso online sem a certeza de que existe um público para ele?

Felizmente, hoje temos a tecnologia como uma aliada, o que torna mais fácil avaliar e diminuir os riscos. Hoje em dia, existem muitas formas gratuitas e de baixo custo para avaliar e validar o mercado potencial para seus cursos. Neste artigo, vamos ver algumas delas.

“Validar” seu mercado significa que você deve se certificar de que exista um público interessado no tema do seu curso e que as pessoas pagarão por ele.

Pesquisando em mecanismos de busca

Os mecanismos de buscas como Google e Yahoo são sempre bons pontos de partida na hora de validar seu curso online. Afinal, os resultados dos mecanismos de busca são um registro do que as pessoas estão procurando na Internet.

A chave para usá-los de forma efetiva, é ter um entendimento claro do valor do seu curso para a sua audiência e pensar em quais palavras-chaves e/ou frases seu potencial cliente utilizaria para encontrar o seu curso.

Tenha em mente que seus potenciais clientes não estão, necessariamente, buscando por um curso online. Eles simplesmente estão buscando uma forma de resolver algum problema, alguma “dor”, um objetivo que querem atingir ou uma resposta para alguma questão que eles tenham.

Com isso em mente, crie uma lista contendo de 5 a 7 pequenas frases que possam ser utilizadas pelos seus clientes que estejam relacionadas ao seu curso e que podem ajudá-los a solucionar o problema deles.

Tente alguns desses sites:

1. Google

Vamos começar pelo óbvio. Pesquise no Google pelas frases e palavras que você colocou na sua lista e analise os seguintes pontos:

Quão próximo ou relevante foram os resultados na primeira página em relação ao tema do seu curso?

Preste atenção também nas buscas relacionadas que são mencionadas ao final da página de buscas. Elas podem conter insights valiosos sobre o título e descrição do seu curso que podem atrair mais clientes para o seu curso.

Algum vídeo foi exibido como resultado da sua busca?

Considerando que a maior parte dos cursos online hoje são baseados em vídeos, o fato do Google exibir um vídeo como resultado para sua pesquisa pode ser um grande indicador.

Existem anúncios relevantes na página?

Este é realmente um ótimo sinal. Isso significa que existem muitas pessoas ou empresas investindo para alcançar a sua audiência.

Já existe algum curso relacionado ao seu tema?

Tente acrescentar palavras como “curso”, “lições”, “tutoriais”, “workshop” e outros termos similares nas suas buscas. Verifique, novamente, se ao acrescentar estes termos, os itens mencionados anteriormente são exibidos (anúncios relevantes, vídeos, etc). Se sim, é um ótimo sinal. Significa que já existem negócios relacionados ao tema do seu curso.

2. BuzzSumo

BuzzSumo, é um mecanismo de busca ainda pouco conhecido mas extremamente relevante. Ele dá visibilidade para os conteúdos mais populares e compartilhados nas redes sociais. Ele serve para você avaliar o desempenho e o engajamento do seu conteúdo e o da sua concorrência nas redes sociais. O BuzzSumo não é totalmente gratuito. Ele possui uma versão trial e depois é cobrada uma mensalidade em torno de $99,00.

3. Amazon

A Amazon é um site já conhecido de todos onde você encontra de tudo. Mas nós esquecemos que por trás de um grande site de e-commerce sempre tem um mecanismo de busca. E, em se tratando do alcance da Amazon, o seu mecanismo de busca pode nos dar excelentes feedbacks na hora de validar o seu curso online, principalmente a área voltada para os e-books do Kindle (o e-book reader da Amazon).

Para fazer sua pesquisa no site da Amazon, basta acessar o seu site, e no campo de busca inserir os termos que deseja pesquisar e selecionar a opção “Kindle Store”no menu suspenso ao lado do campo.

Esta área contém não apenas versões eletrônicas de livros publicados comercialmente, mas também uma grande quantidade de livros eletrônicos publicados por empreendedores em nichos específicos. Se existe algum ebook ou livro publicado relacionado ao tema do seu curso, e estão vendendo bem, é definitivamente uma informação relevante que não podemos descartar.

4. Quora

Quora é um site popular de perguntas e respostas. É um lugar que você também deve considerar como parte de pesquisas.

Você pode ver o que as pessoas estão perguntando sobre temas e conteúdos ligados ao seu curso. Você pode seguir tópicos e perguntas e, novamente, ver o que é adicionado a eles ao longo do tempo. Você pode até fazer perguntas relacionadas aos assuntos abordados no seu curso e acompanhar as resposta que você terá de outros visitantes do site. Se você fizer uma pergunta, certifique-se de não induzir as pessoas a responderem muito livremente. Busque algo específico que possa te ajudar na validação ou até no aprimoramento do seu curso.

5. Feedly

Feedly é uma ótima ferramenta para agregar feeds de blogs. Através desta ferramenta você pode registrar e assinar os blogs relacionados ao assunto do seu curso. Depois de assinar esses blogs, verifique:

  • Sobre o que eles estão publicando?
  • Quais são as suas postagens mais populares? (Esta é uma métrica que você pode ver no Feedly.)
  • Eles se alinham com o tema do seu curso?
  • Sua opinião e visão sobre o tema é diferente?

O Feedly também permite que você marque, organize e pesquise o conteúdo que você rastreia. Isso ajuda na hora de compilar algumas ideias para o seu curso.

6. Blog

Mesmo com toda a atenção voltada para as mídias sociais, videos e outras formas de comunicação, um blog estrategicamente gerenciado sempre será um dos seus ativos que um mais valiosos. À medida que você posta conteúdo relevante sobre o tema do seu curso ao longo do tempo é possível notar:

  • Quais postagens atraem mais visitantes
  • Quais postagens são mais compartilhadas
  • O que atrai mais comentários
  • O que as pessoas dizem sobre suas postagens seja nos comentários em seu blog ou em redes sociais

Obviamente, esta não é uma estratégia de curto prazo – é preciso tempo para criar conteúdo para um blog e aguardar que ele tenha “maturidade”necessária para que você possa fazer toda essa análise. Mas, ao fazê-lo, você ganhará mais e mais visibilidade perante o seu público.

7. Google Analytics

Se você criou o seu blog ou site e já começou a gerar conteúdo, é importante que você tenha o Google Analytics atrelado a ele como parte da estratégia de rastreamento do que está acontecendo no seu blog.

Através do Google Analytics você consegue identificar quais páginas em seu blog/site estão atraindo mais tráfego, quanto tempo os usuários passam em uma página específica além de outras informações. A página mais visitada ou a página onde os visitantes passam mais tempo pode se tornar uma forte candidata a um tema de curso.

8. Fóruns específicos do seu nicho

Entrar e participar de fóruns de discussão relacionados ao tema do seu curso online também é uma excelente estratégia para validar seu curso.

Tenha cuidado, no entanto, ao postar perguntas nos fóruns. Antes de postar, passe um tempo observando. Veja o que os outros estão perguntando e como estão perguntando. Qual é o “tom” dessas perguntas? Se atente às regras do fórum.

Responda outras perguntas.Compartilhe conhecimentos.  Ao perguntar, certifique-se de que não existe uma tentativa de “venda velada”.

9. Pesquisas e Enquetes

ferramentas como Survey Monkey, Google Forms, é possível realizar enquetes e pequenas pesquisas de mercado sobre o tema do seu curso. Elas podem até fornecer contatos caso você não possua nenhum tipo de lista ainda.

10. Iscas digitais ou imã digital (lead magnet)

Os termos “isca digital” ou “imã digital” podem ser aplicados a praticamente qualquer tipo de conteúdo que você ofereça para uma pessoa em troca do seu e-mail. Na maioria das vezes, esse conteúdo está em forma de um eBook.

As iscas digitais servem não só para construir a sua lista de e-mails mas também para validar se existe algum interesse das pessoas em parte do conteúdo que será oferecido pelo seu curso online.

A estratégia para a utilização de iscas digitais é criar uma página de captura (landing page). Nesta página, você colocará informações sobre o conteúdo que você está oferecendo e um formulário onde a pessoa informará nome e e-mail (ou apenas o e-mail) para poder receber o conteúdo. É importante que a sua isca digital tenha um conteúdo de real valor para o seu público. É interessante que ele solucione pelo menos 1 dos problemas/dúvidas enfrentados pelas pessoas. Desta forma, elas enxergam valor no seu conteúdo e passam a enxergar você ou seu site como uma referência, uma autoridade naquele assunto.

11. Anúncios

Uma ótima dica é utilizar anúncios pagos como o Google Adwords e Facebook Ads para direcionar tráfego para a seu site ou sua página de captura. Principalmente para sua página de captura. Gastando realmente muito pouco, você consegue criar anúncios nestas duas plataformas e testar se existe interesse em seu curso online. Se você tiver muitos acessos e muitos inscritos na sua lista, este é um ótimo sinal que o seu curso online tem grandes chances de ser bem sucedido.

Agora que você já sabe o que fazer, mãos à obra!
Coloque em prática todas essas estratégias e você terá resultados garantidos.

E você? Já utiliza algumas destas técnicas? Utiliza alguma estratégia diferente destas que citamos para validar seu curso online? Então compartilhe através dos comentários.

Facebook Comments